Decorar + harmonia = Bem Estar

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Como valorizar o ambiente com cortinas e persianas


Cortinas e persianas são acessórios fundamentais para muitos ambientes.

 Além de bloquear o sol ou dar mais privacidade ao lar, estas peças também são importantes itens de decoração que compõem o espaço. Por isso, nunca podem ser escolhidas apenas pela função prática.
 É necessário pensar no conjunto da casa e no estilo da decoração.

Tanto as persianas como as cortinas podem ser usadas em qualquer cômodo, basta ter clara a estética que você deseja obter. Geralmente, a cortina confere um tom mais glamouroso ao ambiente.
Por poderem ser fabricadas de materiais fáceis de limpar e com grande durabilidade, as persianas são muito indicadas para cozinhas e copas porque. Também são de fácil colocação e acumulam menos pó.
Já as cortinas, para a arquiteta Patrícia Guerra, valorizam os espaços. “Empregadas com muita frequência, elas aquecem e valorizam os ambientes. Podem ser transparentes ou mais opacas. Normalmente, são fabricadas com um tecido neutro. Os tecidos acrílicos e com poliéster são fáceis de manutenção e limpeza”, ressalta.



Transformando o ambiente com inovação
Agora, você jê pensou em unir a persiana com a cortina? A integração das duas pode conferir conforto, beleza e muita versatilidade aos mais variados ambientes. A funcionalidade de uma, aliada à elegância da outra, resultam em combinações de encher os olhos. As profissionais Ana Karina Chaves e Klasina Norden explicam que existem algumas maneiras de usar esses elementos e dar um toque especial ao ambiente: “A persiana horizontal ao fundo com uma cortina de voil à frente deixa o espaço bastante bonito”, opinam.

Branco na Decoração.




Confira ideias para usar o branco como tom predominante na decoração, sem cair na monotonia da falta de cor.

O branco é uma cor neutra que, se bem aplicada, pode valorizar qualquer decoração. Ele ilumina, amplia os espaços e também serve de base para o complemento de outros tons.

Fica perfeito, por exemplo, com pisos de madeira ou como pano de fundo para objetos que se destacam no ambiente.

A única ressalva dos decoradores é quanto à monotonia que a cor pode proporcionar se mal aplicada, eles alertam que é preciso ficar atento para não deixar sua sala com ar de hospital!



Para você não cair nessa cilada, confira a seguir algumas ideias usadas em interiores e fachadas em que o branco predomina com muito charme.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Dormitorio Adolescente 2

Mais atitude menos chororô....

As pessoas choram, ou se lamentam:

 Fui roubado, errei, perdi o emprego, menti, sinto culpa pelo que fiz, fui omisso, fui arrogante, tive preconceito, julguei, fui malvado, fui negligente, enganei, não consigo perdoar, tenho medo, falta isso ou aquilo, uma pessoa querida fez a passagem, terminei um relacionamento..
A lista é quase infinita.




Podemos chorar um dia ou uma vida por vários motivos.
E todos têm seus motivos, e na verdade é saudável e natural lamentar ou prantear as perdas.
Mas é importante também avaliar até quando.
De que serve manter os motivos, manter a dor, manter o lamento, o pranto, a não aceitação, revolta e outros sentimentos negativos às vezes até por uma vida inteira?

A não ser para aumentar e criar mais dor e mais sofrimento?

E que beneficio pode ter para a nossa vida ou de qualquer outra pessoa perto de nós mantermos esse padrão por até anos a fio?
Para não trair aqueles a quem magoamos, ou que sofreram por nossa culpa ou engano?
Para ‘pagar’ pelo que fizemos?
Porque a vida é assim?
Porque merecemos?
Fomos ensinados que existe mérito no sofrimento, que os sofredores vão para o céu, que depois de sofrermos coisas boas acontecem, que deus ou o destino decidiu assim, e muitas outras crenças similares.
Algumas vezes podemos nem nos dar conta conscientemente de que estamos ou pensamos assim.

Porém pode ser bem diferente, e cabe a cada um de nós tomar a decisão interna de mudar nosso padrão ou atitude.
Que tal chorar apenas um dia, um breve período, e depois largar, desapegar, e decidir que daqui em diante chega de choro e lamento e partir para novas atitudes?

Isso pode ser feito sozinho, através de uma reflexão ou meditação profunda, pedindo ajuda a algum amigo ou pessoa de confiança, buscando um tratamento ou terapia até - existem muitas opções - mas continuar na mesma vibração indefinidamente não deveria ser uma escolha de vida.




A vida é e pode ser vivida com leveza, suavidade, acolhimento, alegria, abundância, saúde, força, energia e muito mais. Todo o peso emocional negativo pode e deve ser largado, deixado, transmutado, enviado a luz, e todo espaço pode ser preenchido com amor incondicional, aceitação, respeito, bondade e mantendo a decisão interna firme de viver de modo mais leve e feliz.


Dar esse passo é uma decisão e uma escolha consciente.
E essa decisão pode mudar e muito sua vida hoje mesmo e todos os dias daqui para frente.
Que tal?
Com amor,
Liliana Bauermann,